PhotobucketPhotobucketPhotobucketPhotobucket DES-ENCANTOS .................... blogo de notas: Setembro 2010

30 de setembro de 2010

Das minhas janelas em Bruges

Para encerrar uma série de janelas que há semanas aqui deixei, nada melhor que umas quantas que 'abrem' para um dos assuntos mais desconhecidos (para mim) que era o da cerveja artesanal belga/flamenga. Um mundo incrível, gigantesco, colorido, saboroso, delicioso,monacal, e mesmo quem não aprecie muito a dita 'cuja', como eu, fica fã.
Simplesmente fantástico: talvez a grande descoberta de uma longa permanência entre 'Flamands'- eles detestam o francês. A'1ª janela assinala as que 'testei', a seguir, meus senhores, um santuário do sec.XVIII cheio de cervejas para todos os gostos e situações.Um labirinto bem perto da Grande-Place. Só vendo e ...provando.





24 de setembro de 2010

Um país fantástico


No entender do órgão de disciplina do futebol luso, os médicos da brigada antidopagem, o presidente da ADOP e a sua mãe (mãe do dr.Horta - Vão pra...da mãe do dr...) não se incluem nos "potenciais ofendidos" do artigo citado pelo CD (98.º). Porém, o Cons.Jurisdicional considerou que o ex-seleccionador Queirós "violou, de forma grosseira e irresponsável, os mais elementares deveres de ordem disciplinar, ética e desportiva que lhe estavam impostos pelo regulamento das selecções nacionais". Mas isto não chega para castigar Carlos Queiroz. 'Anularam-lhe' os escassos 30 dias de suspensão!!O Tribunal do Desporto (TAS) decidiu,também e agora esta 6ªf, que o ex-seleccionador nacional pode voltar a treinar, contrariando o castigo aplicado pela ADOP. É fantástico e moralizador, para um país 'assim'.

A falta de 'rigor do artigo', a falta de juízo colectivo e o colectivo dos juízes são também Portugal no seu melhor(comentários para quê?)

16 de setembro de 2010

O meu Baptismo de Mergulho

... no aniversário do meu'baptismo', dois takes de baptismo de mergulho.Uma sensação
bem mais sentida.





6 de setembro de 2010

Josefa


Os blogs servem também para relembrar, lembrar obrigações, recordar, alertar e neste caso também homenagear Josefa. o texto é de F.Fernandes e é mtº franco e verdadeiro; uma belíssima homenagem,com mensagem, assim o entendo.
"Josefa, 21 anos, a viver com a mãe. Estudante de Engenharia Biomédica, trabalhadora de supermercado em part-time e bombeira voluntária. Acumulava trabalhos e não cargos - e essa pode ser uma primeira explicação para a não conhecermos. Afinal, uma jovem daquelas que frequentamos nas revistas de consultório, arranja forma de chamar os holofotes. Se é futebolista, pinta o cabelo de cores impossíveis; se é cantora, mostra o futebolista com quem namora; e se quer ser mesmo importante, é mandatária de juventude.
"Não entra é na cabeça de uma jovem dispersar-se em ninharias acumuladas: um curso no Porto, caixeirinha em Santa Maria da Feira e bombeira de Verão.
Daí não a conhecermos, à Josefa. Chegava-lhe, talvez, que um colega mais experiente dissesse dela: "Ela era das poucas pessoas com que um gajo sabia que podia contar nas piores alturas."
Enfim, 15 minutos de fama só se ocorresse um azar... Aconteceu: anteontem, Josefa morreu em Monte Mêda, Gondomar, cercada das chamas dos outros que foi apagar de graça. A morte de uma jovem é sempre uma coisa tão enorme para os seus que, evidentemente, nem trato aqui. Interessa-me, na Josefa, relevar o que ela nos disse: que há miúdos de 21 anos que são estudantes e trabalhadores e bombeiros, sem nós sabermos.
Como é possível, nos dias comuns e não de tragédia, não ouvirmos falar das "Josefas que são o sal da nossa terra?"


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com